Tumbleweed

tumbleweed

Tumbleweed foi uma banda paulista formada em 1995 por Marco Camarano (Guitarra/Vocais), Philip Colodetti (Baixo/Backing Vocais) e Fernando Kitagawa (Bateria).

O nome Tumbleweed foi sugerido pelo grande "bluesman" brasileiro André Christóvam e é uma palavra inglesa para denominar aquelas bolas de capim que aparecem rodando ao vento nas ruas desertas das cidades fantasmas dos filmes do faroeste norte americano.

camarano.jpg colodetti.jpg kitagawa.jpg
Marco Camarano Phillip Colodetti Fernando Kitagawa
Guitarra e Vocal Baixo e Backing Vocais Bateria

A proposta deste "power trio" foi fundir a energia do rock'n'roll com o sentimento do blues. Suas maiores influências foram Steve Ray Vaughan, Robben Ford, Eric Gale e algumas bandas dos anos 70 como Grand Funk e Led Zeppelin.

O repertório da banda era variado e incluia velhos classicos como Unchain My Heart, Jailhouse Rock e composições modernas de músicos como Jeff Healey e Eric Gale.

A idéia da banda era sempre procurar arranjar estas músicas de uma forma pessoal e creativa. A banda durou apenas um ano e neste período tocou no Blue Note SP, Jazz and Blues em São Bernardo do Campo e NIAS. A banda acabou porque Phillip Colodetti não conseguiu conciliar o trabalho no seu estúdio de gravação e a agenda de shows com a banda.

Aqui na nossa rádio o leitor poderá ouvir Unchain my Heart, Born Under a Bad Sign e Aimless Lady. 3 músicas retiradas do demo da banda gravado em 1995.


Tumbleweed aparece no programa Rádio Perfil em 1995


Lembranças do Barbieri
Ano: 1995

Eu escrevia como Correspondente Internacional para as Revistas On & Off e Dynamite pertencentes ao André Luiz Cagni. Paralelamente eu desenvolvia meu projeto de música eletrónica chamado TheBrainSexyDiet, bem na linha das bandas Ministry e Young Gods. Eu já tinha material gravado em fitas DAT que dava para completar o álbum que viria a ser chamado Master Blaster. Faltava masterizar as músicas e gravar num CDR. Hoje quase todo computador já vem com gravador de CD mas em 1995 masterizar e gravar um CDR parecia mágica.

 

Phillip Colodetti anunciava na Revista On & Off os serviços de seu studio de gravação chamado Creative Sound Studios. Então pensei, já que estava indo para o Brasil, porque não armar uma jogada com o Phillip para ele masterizar meu trabalho gratuitamente em troca de uma matéria sobre masterização onde eu faria uma publicidade indireta do studio dele. Apesar de não conhecer pessoalmente Phillip, ele já pelo telefone foi uma pessoa muito amável, concordando com minha proposta imediatamente. Eu fiquei muito feliz com o trabalho que ele fez no meu material e obviamente cumpri minha parte escrevendo a matéria que saiu publicada na On & Off daquele ano.

the_tribal_tech_cover.jpg


Alguns meses depois, André Cagni veio de visita à Londres e ficou hospedado aqui na minha casa. Ele trazia uma fita da banda Cortina de Ferro. Era um álbum gravado e produzido pelo Phillip Colodetti no Creative Sound Studios. Eu escollhi uma das faixas e fiz um remix industrial para a mesma. De volta ao Brasil a banda gostou tanto do remix que incluiu-o como uma faixa surpresa no final do álbum chamado The Tribal Tech lançado 1996.

the_tribal_tech_inside.jpg

 

A banda também seguindo minha sugestão, tirou o "de Ferro" do nome e passou a assinar apenas como Cortina. Mais tarde, quando organizei a coletânea Brain Brazil Vol. 1 incluí a música Agitated World retirada deste álbum.

Banda Cortina - Tribal Tech (Barbieri Raw Remix, 1995)

Vários anos se passaram e, Phillip veio para a Europa trabalhar na Alemanha em um studio com o mesmo pessoal que gravou a banda Angra. Depois das gravações antes do Phillip ir para os Estados Unidos (Phillip nasceu em Nova York) ele, juntamente com sua esposa passaram alguns dias em Londres, hospedando-se aqui em casa.

paulo_turin.jpg
Paulo Turin


Atravéz do Phillip conheci o guitarrista Paulo Turin. Paulo no final dos anos 90’s foi convidado para juntar-se à banda de Paul Dianno, ex vocalista da banda Iron Maden. Turin, então gravou com Dianno o álbum Feel my Pain e algum tempo depois juntou forças novamente com este grande vocalista para a gravação do álbum Nomad que mais tarde, em 2006, foi lançado nos Estados Unidos com o nome The Living Dead. O álbum Nomad foi gravado pelo Phillip Colodetti.

O Creative Sound Studios em São Paulo continua firme sendo administrado por um gerente contratado especialmente para este fim. Tudo debaixo dos olhos da cunhada do Phillip que administra os negócios no Brasil. Enquanto isto, depois de 5 anos trabalhando na Alemanha, Phillip deu uma parada para investir no mercado musical Norte Americano. Phillip formou-se em Music Business pelo Miami Dade College e, agora, está dando aulas de produção musical na mesma escola. Além disso como era de se esperar, ainda acha tempo para trabalhar com as bandas locais enquanto estuda para obter seu Master Degree.

Só para terminar, gostaria de acrescentar que, no tempo que a família Colodetti ficou hospedada aqui, O casal mostrou-se muito simpático e de uma simplicidade imensa. Deixaram saudades...

Por A.C.Barbieri

Comments (0)

There are no comments posted here yet

Leave your comments

Posting comment as a guest.
Attachments (0 / 3)
Share Your Location
Type the text presented in the image below

Comentários

Anderson Freitas posted a comment in Monterey Pop Festival (1967): Contado por quem esteve lá!
Saudações! Eu sempre acesso esse site para ler essa história. Fique muito triste agora. O senhor Stan Delk faleceu em 2016.<br />https://www.findagrave.com/memorial/171638689<br /><br />Descanse em Paz!<br /><br />Barbieri Comenta: Ele foi muito gentil comigo, disponibilizou o seu texto e acreditou nas minhas boas intenções! Quanto a matéria ficou pronta ele ficou muito satisfeito! R. I. P.
Neuza Maria posted a comment in Tony Osanah: Um argentino bem brasileiro
Muito interessante essa matéria sobre o Tony Osanah. Sou amiga pessoal dele há mais de 30 anos e hoje relembrei muitas coisas sobre ele, que já havia me esquecido. Grande talento! Ele está em visita no Brasil, esteve em Peruíbe até o dia 24 de janeiro e deverá retornar para a Alemanha no dia 07 de fevereiro. Pena que não programou nenhuma apresentação por aqui.
Daniel Faria posted a comment in JAJI: Homenagem postuma!
Tive o grande prazer de trabalhar com Jaji na decada de 1990. As festas no apartamento dele eram legendárias. Só fiquei sabendo da morte dele em 2017 e fiquei bem triste. Ele faz falta e será sempre honrado pelo público Metal de São Paulo.
Olá Barbieri! Que legal esse artigo, é sempre maravilhoso poder "beber" de fonte sábia. Neste sábado, 13/01/2018, teremos a chance de conferir o ensaio aberto da Volkana no Espaço Som, em São Paulo. A boa notícia é que, a exemplo do Vodu, que voltou à ativa em 2015, as meninas também decidiram se reunir, esperamos ansiosos que depois desse ensaio aberto role outros shows por ai. Um grande abraço!
Já sofremos muito também tentando fazer festivais. Mas resolvemos nos dedicar ao rock nacional de outras formas. Lançamos nosso primeiro disco https://base.mus.br que é para mostrar nosso amor pelo rock brasileiro.
André Luiz Daemon posted a comment in Luiz Lennon (Beatles Cavern Club)
Olá, boa noite! Alguém poderia me dizer o nome da música de abertura do programa Cavern Club que foi ao ar após o falecimento do saudoso e inesquecível Big Boy.<br />Logo após o seu falecimento, outro locutor entrou em seu lugar, e a abertura do programa era com o ex-Beatle Ringo Starr cantando.<br />Se alguém souber, por favor, me mande por e-mail, procuro essa música há muitos anos e signiifca muito para mim.<br />Valeu, abraços aos Beatlemaníacos que nem eu!!
José Carlos posted a comment in Tony Osanah: Um argentino bem brasileiro
Confirma pra mim, eu ouvi falar que o vocal da música Graffitti do Paris Group e de Tony Osanah, e que na realidade a banda nunca existiu. Foi um jingle produzido exclusivamente para a propaganda da calça Lewis e devido ao sucesso na televisão foi forjada uma banda para gravar um compacto e faturar uma grana em cima. É verdade?<br /><br />Oi José Carlos, sinto muito mas não tenho como confirmar esta história, entretanto, sei que nos anos 60 e 70 várias bandas brasilerias gravaram faixas em inglês usando nomes fictícios. Quer dizer, não será surpresa se for verdade!
Em se tratando de ROCK, é sem dúvida A Melhor Banda de ROCK até hoje.Acho o som deles o máximo. Conheci a pouco tempo (2010) e ouço desde então... Muito feras
jeronimo posted a comment in Delpht - Far Beyond (CDR Demo - 1997)
você podia disponibilizar essa demo para download pois ela não se encontra a venda
Parabéns Barbieri!!! ficou perfeito, muito original e harmônico, com o peso certo. Muito gostoso ouvir seu som.
CK posted a comment in Carioca & Devas
Ei! Obrigado por este artigo, ótima história e histórias.<br /><br />Hey! Thank you for this article, great history and stories. <br /><br />Thanks again!<br /><br />CK
Eu tinha 14 para15 anos em 1966 quando estava com outros amigos mais velhos e todos cabeludos na Av.Sao Luiz quando começaram a jogar pedras e saímos correndo pela. 7 de abril descemos a 24 de maio queriam nos matar uma multidão eu entrei no Mappin até chegar a polícia para nós tirar de lá.
De acordo com um set list desse show que achei na minha coleção, as músicas tocadas foram Maria Angélica, Perfume, British, Variações, Dissipações, Súplicas, Boca e Vade Retro.
Muito legal ver isso. Estive em muitos shows aqui relatados. O festival com o Dorsal, Vulcano em Santos, teve uma cena memorável quando o vocalista do Crânio Metálico, da Bahia, entendeu que as pessoas gritavam "côco metálico" para a banda e nao o nome coorreto. Ele se indignou com a falta de respeito e chamou as pessoas as briga. Muitos se solidarizaram com o vocalista da banda e o aplaudiram, repugnando o preconceito. Me lembro ainda que nesse show jogaram confete na apresentação do Vulcano e depois a serragem. Era tempo de ascenção do Death Metal e que muitos ridicularizavam o Black Metal... Cena triste também... Mas foi uma noite ótima. Vulcano mandou bem e Dorsal fez um show primoroso.
Charles Campos posted a comment in Soul of Honor
https://www.youtube.com/watch?v=Sn2ckIF0Gbk
Charles Campos posted a comment in Soul of Honor
Boas recordações de minha adolescência!!!<br />Assisti a uma apresentação do <br />Bodas de Sangue no Espaço Retrô (Senão estiver enganado)<br /><br />Foi uma baita apresentação!!!
CASSIO VIEIRA posted a comment in Carioca & Devas
Pessoal, alguém saberia me dizer se neste 'Ensaio (1977)' é o Tom (acho que o sobrenome dele é De Maia ou algo assim) que está tocando bateria? Ele morava no meu bairro, e o pai dele era dono da escola em que eu estudava, Colégio 7 de Setembro.
"Suspeitei desde o principio..." (Chapolin Colorado)<br /><br />Muito legal o texto, vivo fazendo coisas no automatico e com o maior temor de ter um colapso mental, e tenho tambem aprendido coisas novas sempre, autodidata por natureza. Agora estou mais tranquilo e posso tranquilizar outras pessoas a minha volta, a solucao e a causa do problema sao simples, (talvez eu tenha que me render aos passinhos de dança do ventre de vez em quando...).<br />Parabens pelo texto
Articles View Hits
2704250

We have 442 guests and no members online

Joomla! Debug Console

Session

Profile Information

Memory Usage

Database Queries