Tony Babalu - Live Sessions II: O mestre da guitarra está de volta com novo álbum!

tony babalu foto karen holtz
Tony Babalu. Foto: Karen Holtz.

Tony Babalu - Live Sessions II (Ao Vivo) - Agosto de 2017
O mestre da guitarra está de volta com novo álbum!
Escrito por Antonio Celso Barbieri

Se Tony Babalu, com uma história caminhando rapidamente para meio século de amor à sua guitarra já é uma figura lendária do Rock Paulista, agora, com este seu segundo lançamento, certamente, confirma-se como um dos grandes mestres da guitarra no Brasil.

Seu novo álbum Live Sessions II já nasceu “cult” e, quando escutei-o, a primeira coisa que notei foi a qualidade fenomenal conseguida pelo Estúdio Mosh na captação e gravação do som da banda, ainda mais considerando-se que são registros ao vivo, o nível de excelência conseguido pela banda está com uma qualidade fenomenal.

Recordo-me que, à 3 anos atrás, emocionado, ouvi seu primeiro álbum chamado Live sessions at Mosh (2014). Achei-o um trabalho irretocável, perfeito, corajoso, tudo no seu lugar. Na época imaginei que aquele trabalho seria impossível de ser superado. Quer dizer, já ficaria muito feliz, se Tony conseguisse repetir a mesma proeza!

Surpreendentemente, com este novo álbum, Tony Babalu não só conseguiu “expandir o envelope” mas também mostrou um bom gosto enorme na escolha não só do repertório mas como também dos timbres e efeitos. Outra coisa que impressionou-me, foi a forma como o resto da banda foi tratada. Aqui, como no álbum anterior os músicos não são apenas apresentados como simples banda de apoio e sim como parte integrante do processo criativo onde todos democraticamente recebem espaço para mostrarem todo seu talento. O resultado mostrado é o de uma banda unificada e coesa que, como um relógio, com um sincronismo perfeito, calibrada numa “vibe” anos 70, mas, com toda a qualidade possível dos dias de hoje nos brinda com um trabalho excelente e com aquela qualidade especial que fará com este álbum, como nos grandes clássicos, perdure para sempre.

Bom, o resultado deste álbum é fabuloso, de nível internacional! Nele Tony Babalu nos brinda com uma aula de técnica e bom gosto! Aliás, já faz um bom tempo que tenho notado que esta nova geração de guitarristas parece estar mais preocupada em enfiar o maior número possível de notas em um compasso do que, como demonstra Tony Babalu tão bem, transmitir neste novo álbum a emoção e o groove permitindo assim que possamos saborea-lo calmamente, degustando cada frase e curtindo assim toda esta sua essência que remonta aos grandes guitarristas do passado. Parabéns Mister Babalu e banda!

Esta banda excepcional é formada por: Tony Babalu (guitarra), Adriano Augusto (teclados), Leandro Gusman (baixo) e Percio Sapia (bateria).

Se você ainda não ouviu Tony Babalu, saia atrás! Não perca esta oportinidade de conhecer este som! Acreditem, seu trabalho é escuta obrigatória para todo músico sério!

Antonio Celso Barbieri

tony babalu live sessions II

Herói brasileiro da guitarra,
Babalu lança álbum de atmosfera 'vintage'

Escrito por Mauro Ferreira para G1 Globo

A imagem da capa do álbum Live sessions II expõe parte do braço de guitarra Fender Stratocaster de 1973. Fiel companheira de Tony Babalu, guitarrista e compositor paulistano que está em cena desde a década de 1970, a elétrica Stratocaster é a alma desse disco instrumental lançado neste segundo semestre de agosto de 2017 em edição do selo Ammelis Records distribuída via Tratore.


Live sessions II segue a linha e o conceito do antecessor Live sessions at Mosh (2014), CD lançado há três anos pelo mesmo selo e distribuidora. Em Live sessions II, Babalu – virtuoso herói brasileiro da guitarra que integrou a lendária banda Made in Brazil nos anos 1970 – apresenta seis temas calcados nos riffs e grooves de uma guitarra que, além de herdar toques dos seminais bluesmen norte-americanos do início do século XX, transita entre a pegada do rock, a batida do funk e a levada da música latina.

Todas de autoria do guitarrista, as composições Encrenca, In black, Locomotiva, Meio-fio, Valentina e Veia latina foram captadas integralmente ao vivo, sem overdubs ou emendas, em 28, 29 e 30 de dezembro de 2016, em fitas de rolo do Mosh Studios, em São Paulo (SP). Nessa atmosfera vintage, de sonoridade orgânica, o trio Adriano Augusto (teclados), Leandro Gusman (baixo) e Percio Sapia (bateria) se juntou a Tony Babalu para dar forma aos seis temas instrumentais que reafirmam no CD Live sessions II a excelência do toque da guitarra desse heroico músico paulistano.


(Crédito da imagem: capa do álbum Live sessions II. Projeto gráfico de Marina Abramowicz. Tony Babalu em foto de Karen Holtz)

Mauro Ferreira

Jornalista carioca que escreve sobre música desde 1987. Assinou críticas de discos em “O Globo” e na extinta revista “Bizz”, entre outros veículos. Autor do livro  “Cantadas – A sedução da voz feminina em 25 anos de jornalismo musical”.

 



Add comment

Tenha paciência! Seu comentário aparecerá assim que for avaliado pelo administrador deste site!


Security code
Refresh

Comentários dos Visitantes

Articles View Hits
2370175

We have 121 guests and no members online