Barbieri visita tumulo de Karl Max

marx_head

Barbieri visita túmulo de Karl Marx

Londres, Sábado, 15 de maio de 2010

Tudo começou com um email, um convite para participar de uma cerimônia no cemitério de Highgate, na frente do túmulo de Karl Max. Este evento que acontece todo ano teria desta vez como tema os “65 Anos da Vitória do Povo Contra o Fascismo” e o discurso seria proferido por Jean Turner Secretária Honorária da Sociedade para Cooperação nos Estudos Russos e Soviéticos.

Confesso que me sentia meio culpado pois,  convenhamos, morar à mais de 20 anos em Londres e nunca ter visitado o túmulo do Marx era, para mim, motivo de vergonha. Ainda mais eu, que fui candidato pelo Partido Comunista Brasileiro à Depudado Estadual por São Paulo em 1986. Várias vezes pensei na visita mas, por vários motivos, nunca consegui concretizá-la.

Bom, este email que recebi, mudou tudo. O sábado chegou bonito e ensolarado mas, com um Sol que eu chamo “Sol de bobo” porque ele engana. Através das janelas parece quentinho mas quando saímos lá fora está frio. Não tem problema, coloquei em homenagem à Marx, minha jaqueta vermelha e juntamente com Andrea, minha esposa, lá fomos nós. Incrível! O ônibus 271 que passa na porta do prédio onde vivo, nos deixou, mais ou menos, uns 40 minutos depois, na porta do parque Waterlow.

andrea
Andrea, no Parque Waterlow

Londres é bem plano e, causou-nos surpresa, descobrir que o parque ficava no topo de uma colina. Descendo, atravessamos o parque que, aliás, é muito bonito. Tivemos que cruzá-lo porque o cemitério fica bem atrás do mesmo.
 
O cemitério de Highgate é dividido em duas partes: leste e oeste. A parte leste pode ser visitada individualmente e custa 3 libras, mais 1 libra para obter-se o mapa.  O lado oeste só pode ser visitado em grupo e com um guia e custa 7 libras. Felizmente Karl Marx está enterrado no lado leste.

barbieri
Barbieri como todos os visitantes, emocionado, não poderia deixar de tirar uma foto.

Este memorial assim como a escultura é de autoria de Laurence Bradshaw.

Karl Heinrich Marx (1818 – 1883) é o filósofo político mais influente que o mundo já conheceu. No Reino Unido, ele é considerado o mais famoso refugiado político que a Inglaterra já teve e, certamente ele é o mais visitado residente deste cemitério.

Seu túmulo impressiona ostentando uma enorme escultura mostrando a sua cabeça bem ao estilo da imagem do Marx que todos conhecemos e com a famosa frase “Trabalhadores do mundo uni-vos” escrito em letras douradas exatamente abaixo da escultura. Aliás uma tradução literal seria, "Trabalhadores de todas as terras uni-vos". Abaixo segue uma placa com os nomes dos ali enterrados, que, além dele mesmo, inclui também a sua esposa Jenny, sua filha Eleanor e outros dois familiares. Mais abaixo, ainda em letras douradas uma segunda frase complementa a primeira num pedido para ações práticas:


“Os filósofos estão apenas interpretando o mundo de várias maneiras.

O ponto, no entanto, é mudá-lo.”

lapide

 
 Na verdade, Marx foi enterrado originalmente à uns 200 metros, atrás do local onde ele está agora. Seu funeral foi bem modesto e contou com a presença de não mais que 12 pessoas. Sua lápide foi muito simples, apenas uma pedra retangular tampando a cova. Conforme a influência de Marx foi aumentando, o número de visitantes foi crescendo e, em 1956 seus restos mortais assim como de todos que estavam neste túmulo, tiveram que ser transferidos para um lugar mais acessível.
 
O lugar onde Marx está enterrado agora, foi comprado com doações públicas e pertence aos curadores associados com a Biblioteca da Memória de Marx (Marx Memorial Library). Sua filha Eleanor (1855 – 1898) foi uma ativista política e escreveu bastante sobre questões políticas e sociais incluindo a Questão da Mulher. Ela foi também uma das fundadoras da Liga Socialista. Na sua vida pessoal, ela viveu, sem nunca ter se casado, com o companheiro socialista Edward Aveling mas, sua relação conjugal foi ficando cada vez mais infeliz e ela cometeu suicidio. Suas cinzas foram guardadas por 60 anos em outro lugar mas, em 1956 foram colocadas no novo túmulo juntamente com seu pai e seu nome acrescentado na lápide.
 

a_forest_of_tumbs
Os túmulos e a vegetação convivem harmoniosamente

Este cemitério tem muita vegetação, é quase uma mini floresta com uma grande fauna e flora. Pássaros e esquilos abundam. O visual é coisa de filme, principalmente filme de terror. Velhas lápides e túmulos estão cobertos pela vegetação e aparecem aqui e ali no meio do mato.

way_to_old_tumb
A trilha para o velho túmulo do Karl Marx

O túmulo do Marx fica numa decida e logo abaixo do mesmo existe uma estreita trilha avançando dentro da mata. Caminhei por esta trilha e, para minha completa surpresa encontrei a tumba original do Marx.

old_tumb_detail
Detalhe do túmulo antigo ainda com o nome Karl Marx visível

A laje quebrada e abandonada naquele lugar onde o tempo literalmente parou.  Emocionante!

old_tumb
O antigo túmulo de Karl Marx

Bom o dia de surpresas ainda não tinha acabado, na saída enquanto caminhava dentro do cemitério minha atenção foi desviada para uma pequena lápide que passaria totalmente despercebida se não fosse pela grande quantidade de canetas espetadas na frente da lápide. Era o túmulo de nada mais nada mesmos que Douglas Adams o famoso e querido escritor de ficção científica responsável pelo livro The Hitchhiker's Guide to the Galaxy lançado no Brasil com nome O Guia do Mochileiro das Galáxias.

douglas_adams
O túmulo do escritor Douglas Adams. Note no topo da lápide as lembrancinhas deixadas pelos seus admiradores.

Originalmente um programa transmitido pela rádio britânica BBC Radio 4 em 1978, o show, foi posteriormente adaptado para outros formatos virando uma série de cinco livros e, um filme em 2005. Adams morreu enquanto o filme estava sendo produzido.

A visita ao túmulo de Karl Marx foi tão emocionante que até esqueci-me da cerimônia.  Já no ônibus, voltando para casa, pensando bem, estranhei que não havia ninguém lá no cemitério além de, um minguado número de turistas. Já em casa, descobri a razão, a cerimônia seria no domingo e não no sábado. Nada como um motivo para voltar lá no dia seguinte! Não deixem de ler a segunda matéria... (clique aqui)

Comments (1)

Olá,<br /><br />achei espetacular esta sua experiência no túmulo de Marx. E como irei amanhã à Londres, gostaria de saber como chegar ao cemitério e mais especificamente ao túmulo, saindo do Hotel Central 16-18 Argyle Street.<br /><br />Forte...

Olá,<br /><br />achei espetacular esta sua experiência no túmulo de Marx. E como irei amanhã à Londres, gostaria de saber como chegar ao cemitério e mais especificamente ao túmulo, saindo do Hotel Central 16-18 Argyle Street.<br /><br />Forte abraço!<br /><br />Barbieri responde:<br /><br /><br />Oi Daniel<br /><br />Obrigado pela visita...<br /><br />No link abaixo você encontrará as informações que busca para chegar ao Highgate Cemetery. Eu fui lá, tomando o ônibus 271 que passa por Liverpool Street (Liverpool Tube station/underground - Central line, Linha vermelha). <br /><br />No site indicado abaixo, tem também um link para o Google Map. <br /><br />http://www.highgate-cemetery.org/index.php/getting-to-us<;br /><br />Um abraço e desejo-lhe um bom passeio!<br /><br />Celso Barbieri

Read More
 
There are no comments posted here yet

Leave your comments

Posting comment as a guest.
Attachments (0 / 3)
Share Your Location
Type the text presented in the image below

Comentários

Anderson Freitas posted a comment in Monterey Pop Festival (1967): Contado por quem esteve lá!
Saudações! Eu sempre acesso esse site para ler essa história. Fique muito triste agora. O senhor Stan Delk faleceu em 2016.<br />https://www.findagrave.com/memorial/171638689<br /><br />Descanse em Paz!<br /><br />Barbieri Comenta: Ele foi muito gentil comigo, disponibilizou o seu texto e acreditou nas minhas boas intenções! Quanto a matéria ficou pronta ele ficou muito satisfeito! R. I. P.
Neuza Maria posted a comment in Tony Osanah: Um argentino bem brasileiro
Muito interessante essa matéria sobre o Tony Osanah. Sou amiga pessoal dele há mais de 30 anos e hoje relembrei muitas coisas sobre ele, que já havia me esquecido. Grande talento! Ele está em visita no Brasil, esteve em Peruíbe até o dia 24 de janeiro e deverá retornar para a Alemanha no dia 07 de fevereiro. Pena que não programou nenhuma apresentação por aqui.
Daniel Faria posted a comment in JAJI: Homenagem postuma!
Tive o grande prazer de trabalhar com Jaji na decada de 1990. As festas no apartamento dele eram legendárias. Só fiquei sabendo da morte dele em 2017 e fiquei bem triste. Ele faz falta e será sempre honrado pelo público Metal de São Paulo.
Olá Barbieri! Que legal esse artigo, é sempre maravilhoso poder "beber" de fonte sábia. Neste sábado, 13/01/2018, teremos a chance de conferir o ensaio aberto da Volkana no Espaço Som, em São Paulo. A boa notícia é que, a exemplo do Vodu, que voltou à ativa em 2015, as meninas também decidiram se reunir, esperamos ansiosos que depois desse ensaio aberto role outros shows por ai. Um grande abraço!
Já sofremos muito também tentando fazer festivais. Mas resolvemos nos dedicar ao rock nacional de outras formas. Lançamos nosso primeiro disco https://base.mus.br que é para mostrar nosso amor pelo rock brasileiro.
André Luiz Daemon posted a comment in Luiz Lennon (Beatles Cavern Club)
Olá, boa noite! Alguém poderia me dizer o nome da música de abertura do programa Cavern Club que foi ao ar após o falecimento do saudoso e inesquecível Big Boy.<br />Logo após o seu falecimento, outro locutor entrou em seu lugar, e a abertura do programa era com o ex-Beatle Ringo Starr cantando.<br />Se alguém souber, por favor, me mande por e-mail, procuro essa música há muitos anos e signiifca muito para mim.<br />Valeu, abraços aos Beatlemaníacos que nem eu!!
José Carlos posted a comment in Tony Osanah: Um argentino bem brasileiro
Confirma pra mim, eu ouvi falar que o vocal da música Graffitti do Paris Group e de Tony Osanah, e que na realidade a banda nunca existiu. Foi um jingle produzido exclusivamente para a propaganda da calça Lewis e devido ao sucesso na televisão foi forjada uma banda para gravar um compacto e faturar uma grana em cima. É verdade?<br /><br />Oi José Carlos, sinto muito mas não tenho como confirmar esta história, entretanto, sei que nos anos 60 e 70 várias bandas brasilerias gravaram faixas em inglês usando nomes fictícios. Quer dizer, não será surpresa se for verdade!
Em se tratando de ROCK, é sem dúvida A Melhor Banda de ROCK até hoje.Acho o som deles o máximo. Conheci a pouco tempo (2010) e ouço desde então... Muito feras
jeronimo posted a comment in Delpht - Far Beyond (CDR Demo - 1997)
você podia disponibilizar essa demo para download pois ela não se encontra a venda
Parabéns Barbieri!!! ficou perfeito, muito original e harmônico, com o peso certo. Muito gostoso ouvir seu som.
CK posted a comment in Carioca & Devas
Ei! Obrigado por este artigo, ótima história e histórias.<br /><br />Hey! Thank you for this article, great history and stories. <br /><br />Thanks again!<br /><br />CK
Eu tinha 14 para15 anos em 1966 quando estava com outros amigos mais velhos e todos cabeludos na Av.Sao Luiz quando começaram a jogar pedras e saímos correndo pela. 7 de abril descemos a 24 de maio queriam nos matar uma multidão eu entrei no Mappin até chegar a polícia para nós tirar de lá.
De acordo com um set list desse show que achei na minha coleção, as músicas tocadas foram Maria Angélica, Perfume, British, Variações, Dissipações, Súplicas, Boca e Vade Retro.
Muito legal ver isso. Estive em muitos shows aqui relatados. O festival com o Dorsal, Vulcano em Santos, teve uma cena memorável quando o vocalista do Crânio Metálico, da Bahia, entendeu que as pessoas gritavam "côco metálico" para a banda e nao o nome coorreto. Ele se indignou com a falta de respeito e chamou as pessoas as briga. Muitos se solidarizaram com o vocalista da banda e o aplaudiram, repugnando o preconceito. Me lembro ainda que nesse show jogaram confete na apresentação do Vulcano e depois a serragem. Era tempo de ascenção do Death Metal e que muitos ridicularizavam o Black Metal... Cena triste também... Mas foi uma noite ótima. Vulcano mandou bem e Dorsal fez um show primoroso.
Charles Campos posted a comment in Soul of Honor
https://www.youtube.com/watch?v=Sn2ckIF0Gbk
Charles Campos posted a comment in Soul of Honor
Boas recordações de minha adolescência!!!<br />Assisti a uma apresentação do <br />Bodas de Sangue no Espaço Retrô (Senão estiver enganado)<br /><br />Foi uma baita apresentação!!!
CASSIO VIEIRA posted a comment in Carioca & Devas
Pessoal, alguém saberia me dizer se neste 'Ensaio (1977)' é o Tom (acho que o sobrenome dele é De Maia ou algo assim) que está tocando bateria? Ele morava no meu bairro, e o pai dele era dono da escola em que eu estudava, Colégio 7 de Setembro.
"Suspeitei desde o principio..." (Chapolin Colorado)<br /><br />Muito legal o texto, vivo fazendo coisas no automatico e com o maior temor de ter um colapso mental, e tenho tambem aprendido coisas novas sempre, autodidata por natureza. Agora estou mais tranquilo e posso tranquilizar outras pessoas a minha volta, a solucao e a causa do problema sao simples, (talvez eu tenha que me render aos passinhos de dança do ventre de vez em quando...).<br />Parabens pelo texto
Articles View Hits
2507999

We have 175 guests and no members online